Manifesto 1.2

A plataforma cinestési.co é uma iniciativa mantida pela Sangue TV através de parcerias e colaborações. Buscamos abrir um espaço na rede para discussões sobre cinema brasileiro a partir de uma perspectiva pública e do público, o que implica dizer duas coisas:
  • as políticas audiovisuais serão abordadas de uma perspectiva não corporativista, tendo em mente que é a sociedade brasileira que banca essas políticas e o resultado dela – os filmes, eventos etc – devem servir a população;
  • a abordagem do cinema brasileiro – um corte conceitual que abrange além dos filmes, seus diretores, atores e entes que os legitimam – a partir do público, da recepção, contexto e trajetória não só das obras, como das pessoas envolvidas.
Acreditamos que os filmes realmente acontecem quando exibidos, pois fora das telas eles deixam de existir. Buscamos, assim, dar uma perspectiva cineclubista nas discussões sobre cinema brasileiro, principalmente no que diz respeito ao acesso da sociedade aos nossos filmes. Não estabelecemos critérios verticais e buscamos entender cada obra dentro de sua trajetória ou contexto, além das pessoas e entes relacionados.
É preciso entender a geopolítica do audiovisual no contexto brasileiro e global. Sair dos provincianismos e de um entendimento inocente e também cínico de que o cinema é um grupo de amigos pensadores e intelectuais que habitam as orlas da Zona Sul da capital do Rio de Janeiro ou a noite neon da capital de São Paulo. É necessária um entendimento continental do audiovisual brasileiro.
Somado a isso, a plataforma irá abrigar alguns serviços de consultoria e a publicação de análises, boletins e relatórios. É importante uma reflexão para além dos pedestais da academia, dos festivais oficiais e da tal crítica oficialesca do cinema brasileiro, um barco limitado de “estrelas” mediadoras e com pouco senso autocrítico.

São atividades do cinestési.co

Boletim de Cinema – anuários temáticos ou panorâmicos sobre cinema brasileiro, triagens e mapeamento de entes e obras audiovisuais

Cineclubismo – apoio, suporte e organização de sessões cineclubistas

Mapeamentos – a sondagem de toda a manifestação audiovisual, seja pelo público, pela corporação ou pela sociedade no que diz respeito ao “tema cinema” na sua acepção mais aberta

Pareceres – análise comparativa e propositiva da política audiovisual brasileira

Curitiba, 13 de maio de 2018.